Rochas Carbonáticas

granito curitiba

As rochas Carbonáticas abrangem os calcários (limestones) e dolomitos, sendo os mármores seus correspondentes metamórficos. Os calcários são rochas sedimentares compostas principalmente de calcita, enquanto dolomitos são também sedimentares formadas, sobretudo, por dolomita.

Alguns outros minerais carbonáticos, a siderita, ankerita e a magnesita, estão normalmente associados com calcários e dolomitos, geralmente em pequenas proporções. Os mármores são caracterizados pela presença de minerais carbonáticos com graus variados de recristalização metamórfica, de acordo com as empresas especializadas.

A maior parte das rochas carbonáticas tem origem biológica ou mais propriamente biodetrítica, formando-se em ambientes marinhos pela deposição de conchas e esqueletos de outros organismos, como corais, briozoários, entre outros. Essas conchas e esqueletos são preservados como fósseis fragmentados, perfeitamente reconhecíveis nas rochas.

No setor de rochas ornamentais e de revestimento, o termo mármore é empregado para designar todas as rochas carbonáticas, metamórficas ou não, capazes de receber polimento e lustro. O crescimento recente da participação relativa dos granitos foi em parte determinado por sua maior durabilidade e resistência ante os mármores, além dos padrões estéticos não tradicionais e possibilidades de paginação em pisos e fachadas.